Domingo, 22 de Abril de 2012

O QUE DIZER

 

 

 

È pouco e muito mais do que me apetece. No entanto esse pouco para mim é muito. Sendo assim, devo calar-me. Porém não dizendo nem o muito nem o pouco, não digo sequer o pouco que preciso dizer. Assim sendo, fico dividido entre o muito e o pouco pela incapacidade de síntese para dizer o muito em muito pouco. Afinal, porquê dizer o que pensamos por pensarmos que tem de ser dito, se apenas repetimos o óbvio.

Tudo está dito por todos.O que está por dizer ainda não é sabido. Quando for dito, todos repetiremos, sem necessidade de repetir o que foi dito. A natureza humana tem hábitos de fala e repete o que outros falaram. Se todos falássemos apenas o que sabemos, só alguns falavam o pouco que sabem.

Atribua-se cansaço à fala para que o que for dito seja apenas o que deve dizer-se.

CCarifas

publicado por carifas às 12:50

link do post | comentar | favorito
|

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Setembro 2013

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30

.posts recentes

. CARTAS DE AMOR, OU NÃO, D...

. O PINTOR

. Manuel Augusto Alcobia Gr...

. MEDICINA TRADICIONAL - Do...

. PARA MEMÓRIA FUTURA

. O QUE DIZER

. UM CERTO ESTILO ALOURADO

. MULHER CORAGEM

. AVENTURA NAS ESTERCADAS

. O MEU TIO PORRAS

.arquivos

. Setembro 2013

. Junho 2013

. Novembro 2012

. Abril 2012

. Setembro 2011

. Fevereiro 2011

. Junho 2010

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Março 2009

. Dezembro 2008

. Junho 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

.favoritos

. A CARTA

. O FESTEIRO

. ABANAR OS TANCHÕES

. O PICOTO E OS TAROCOS

. OS BONICOS

. MANIFESTO - Um tempo atrá...

. “AS SORTES”

. A MINHA MÃE

. O GRACIANO DO CASAL DA MA...

blogs SAPO

.subscrever feeds